e-books

[TEMPLATE GRATUITO] FOFA

Compartilhe:

A análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) – do inglês SWOT (StrengthsWeaknessesOpportunities eThreats) é uma técnica utilizada para fazer análise de contexto (ou análise de ambiente), sendo usada como base para gestão e planejamento estratégico de uma empresa, mas podendo, devido a sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise de cenário.

Entendendo os elementos da análise FOFA

A análise FOFA se divide em:

  • Forças – Vantagens do contexto interno da empresa ou unidade analisada.
  • Fraquezas – Desvantagens do contexto interno da empresa ou unidade analisada.
  • Oportunidades – Aspectos favoráveis do contexto externo onde a empresa ou unidade analisada está inserida.
  • Ameaças – Aspectos desfavoráveis do contexto externo onde a empresa ou unidade analisada está inserida.

Ambiente interno e externo

O ambiente interno pode ser controlado, uma vez que ele é resultado das estratégias de atuação definidas pelos próprios membros da organização. Desta forma, durante a análise, quando for percebido um ponto forte, ele deve ser ressaltado ao máximo; e quando for percebido um ponto fraco, a organização deve agir para controlá-lo ou, pelo menos, minimizar seu efeito.

Já o ambiente externo está totalmente fora do controle da organização. Mas, apesar de não poder controlá-lo, a organização deve conhecê-lo e monitorá-lo com frequência de forma a aproveitar as oportunidades e evitar as ameaças. Evitar ameaças nem sempre é possível. No entanto, pode-se fazer um planejamento para enfrentá-las, minimizando seus efeitos.

A combinação destes dois ambientes (interno e externo) e das suas variáveis (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) irá facilitar a análise e a tomada de decisões estratégicas.

Algumas fontes de informações

Em uma análise FOFA podem ser utilizadas diferentes fontes de informações para capturar o contexto organizacional:

  • Planejamento estratégico;
  • Cadeia de valor e processos;
  • Regimentos, estatutos e políticas internas;
  • Projetos em andamento e etc.

Como usar?

  • Crie uma lista numerada em cada um dos quadrantes, considerando as perguntas-chave de cada um deles.
  • Observe se existe um equilíbrio saudável entre as forças e fraquezas pertinentes ao contexto interno.
  • Avalie o cenário externo para identificar se o momento é promissor para a empresa, unidade ou iniciativa avaliada. A predominância de ameaças é um alerta sobre os obstáculos existentes, mas não necessariamente inviabiliza a atuação.
  • Priorize os pontos que devem ser atacados em um futuro planejamento estratégico para minimizar os riscos.

Conte a sua experiência com esse documento. Mande seus comentários para o nosso e-mail de contato!

Compartilhe:
gostei deste conteúdo
quero mais informações
X

nossas soluções

Assine nossa newsletter