[Artigo] Bridging the Gap between Brazilian Startups and Business Processes – Process Thinking’s Initial Exploratory Case Study |
Artigo do Process Thinking na iSys

[Artigo] Bridging the Gap between Brazilian Startups and Business Processes – Process Thinking’s Initial Exploratory Case Study

Resumo do artigo:

Startup é um novo segmento de negócios que vem crescendo nos últimos anos. Essas empresas têm um espírito inovador e geralmente estão procurando novas soluções para problemas reais que podem ser transformados em negócios escaláveis. A maioria dessas empresas não tem conhecimento de seus processos e como a empresa precisa ser organizada.

Para este tipo de empresas, propomos o Process Thinking, uma abordagem inovadora que viabiliza o gerenciamento de processos de negócios na vida diária das startups.

Este artigo apresenta a estrutura do Process Thinking, que prescreve 10 processos principais que uma startup precisa e um cinto de utilidades para ajudar a startup a organizar seus processos. Esta proposta foi testada através de um estudo de caso exploratório com uma startup de TI real que usou uma metodologia de 5 etapas em uma implementação imediata de processos e artefatos propostos.

Os resultados indicam um impacto positivo nas estratégias de curto e médio prazo e no gerenciamento da startup. No entanto, esses resultados não podem ser generalizados para outras startups e devem ser recebidos com cautela, pois este é um estudo exploratório inicial limitado a uma única empresa.

 

Referência completa do artigo:

MAGDALENO, A. M.; ENGIEL, P.; TAVARES, R. L.; et al., 2017, “Bridging the Gap between Brazilian Startups and Business Processes – Process Thinking’s Initial Exploratory Case Study“, Revista Brasileira de Sistemas de Informação (iSys), v. 10, n. 1, pp. 19–38.